O confinamento e o breve enlace dos deficientes com a inclusão social

por Nuno Nebeker A pandemia de COVID-19 colocou a maioria dos portugueses e do “mundo desenvolvido” numa situação nova: fechados em casa, isolados, afastados da família e dos amigos, desafiados e limitados no trabalho e assustados. Como deficiente, pessoa partida e experiente nestas áreas, dou-te, caro leitor, as boas-vindas. Conta comigo, para toda a ajuda e orientação que precisares para viveres no meu mundo. Se, … Continue a ler O confinamento e o breve enlace dos deficientes com a inclusão social

FOME, PESTE e GUERRA

por João Luís A trilogia FOME – PESTE – GUERRA grassou na Europa entre os fins do Século XIII e os meados do Século XV. Este período histórico caracterizou-se por uma série de acontecimentos que afectaram a Europa de modo fatal, tais como: – Alterações climáticas que prejudicaram colheitas e com isso trouxeram a fome: – O aparecimento da peste bubónica, conhecida pela peste negra, … Continue a ler FOME, PESTE e GUERRA

Na busca de ponteiros

por Lurdes Gomes O cumprimento das leis, diplomas, regimentos, regulamentos e muitas outras normas deverá remeter para uma correta interpretação, bem como uma comunicação transparente, sejam sejam as organizações privadas ou públicas, de natureza social, recreativa, educativa ou qualquer outra. As organizações têm vindo a sofrer de várias disfunções levando a um processo de deterioração pondo em risco a sobrevivência de algumas delas. Há grandes … Continue a ler Na busca de ponteiros

Somos Bielorussos!

por Carlos Matos Gomes * Vários países europeus iluminaram os seus monumentos e edifícios principais com as cores azul e amarelo da Ucrânia e muitos cidadãos europeus colocaram tarjetas da mesma cor nas suas fotografias com os dizeres: Somos ucranianos! É um respeitabilíssimo reflexo de emoção e de bons sentimentos, mas é sabido quanto os sentimentos e as emoções perturbam a razão. Esta reação de … Continue a ler Somos Bielorussos!

A agricultura num país à espera que chova…

por Rui Cortes *                 “Nem mais uma gota de água para o mar!”, foi a frase que há quase um século um político lançou na Índia, e que rapidamente se expandiu por todo o mundo dando origem à construção desenfreada de barragens até aos dias de hoje. Os ministros das obras públicas de Salazar proferiram-na igualmente nos seus discursos e o armazenamento de água … Continue a ler A agricultura num país à espera que chova…

Proteger o Bloco, aprofundar a autocrítica e mudar de rumo com a participação de todos/as

por João Carvalho* A derrota eleitoral, na sequência de outras desde 2019, coloca-nos uma exigência em primeiro lugar: defender e proteger o partido. Para isso é preciso fazer o debate todo, com humildade e coragem aprofundar a autocrítica e mudar de rumo para que o povo de esquerda veja que percebemos o descontentamento que nos transmitiu. Não desistimos de resgatar o Bloco para o seu … Continue a ler Proteger o Bloco, aprofundar a autocrítica e mudar de rumo com a participação de todos/as

A persistência de uma economia frágil: o que esta geringonça nunca poderia resolver

por Diogo Martins * A convergência parlamentar à esquerda mereceu apoio da base social dos partidos que a constituíram. Mas persistem desentendimentos sobre o seu real potencial transformador. Parte dessa base social acreditou que se tratava de uma nova fórmula política sustentável no tempo, capaz de abrir um novo caminho de desenvolvimento para o Portugal, ancorado numa visão mais solidária, trazida pelo diálogo à esquerda. … Continue a ler A persistência de uma economia frágil: o que esta geringonça nunca poderia resolver

A necessidade de o Bloco de Esquerda se repensar *

Kazimir Malevich (1878-1935), nasceu em Kiev, na Ucrânia. Quando se muda para Moscovo, em 1904, já leva consigo alguns quadros impressionistas de sua autoria. Tinha começado uma viagem em que a sua arte passaria pelo cubismo e o levaria ao abstracionismo geométrico através do suprematismo, fecundado nas suas reflexões da pura sensibilidade da arte. Há um momento em que o trabalho artístico de Malevich se … Continue a ler A necessidade de o Bloco de Esquerda se repensar *

A propósito da proposta de delimitação da ARU Custóias: a quem serve, afinal?! *

            Este fenómeno em rápido crescimento, de definição de novas Áreas de Reabilitação Urbana (ARU), suscita muita dúvidas, não porque discordemos da abertura de novas áreas de reabilitação urbana, antes pelo contrário, mas porque não estão claros os objetivos perseguidos pelo Executivo municipal de Matosinhos com o início de uma nova operação urbanística em Custóias. O conceito de reabilitação urbana surge com a necessidade de … Continue a ler A propósito da proposta de delimitação da ARU Custóias: a quem serve, afinal?! *

“Rumo a um ecossocialismo possível”

[título do artigo de Luís Fazendeiro, publicado no jorna Le Monde Diplomatique – edição portuguesa] Em Janeiro deste ano realizaram-se em Lisboa os V Encontros Internacionais Ecossocialistas. Activistas de todo o mundo procuraram responder às questões: como se pode realizar a transformação rumo ao ecossocialismo?; com quem pode esta começar a ser feita?; para onde queremos transitar e que valores deverão guiar a nova organização … Continue a ler “Rumo a um ecossocialismo possível”