Arrebatamento

por Luís Mouga Lopes Hoje não vou opinar a respeito dos fogos e dos diversos modelos agroflorestais, que promovem o uso sustentável do solo. Nem do estado deplorável em que as nossas florestas, que deveriam estar povoadas de árvores e arbustos para absorver dióxido de carbono, conservar o solo e regular os fluxos hidrológicos, se encontram, pois já expressei diversas vezes o meu ponto de … Continue a ler Arrebatamento

Véu da ignorância

por Luís Mouga Lopes Imaginem-se num cenário de guerra, na posse de nada! O que pediriam? O livro “Uma Teoria da Justiça”, de John Rawls, fala da base moral que melhor se adequa às sociedades democráticas, propondo um contrato-social (assente na igualdade de oportunidades) entre os cidadãos. Rawls, coloca a tónica na ideia de equidade ou de reciprocidade entre os mais favorecidos e os menos … Continue a ler Véu da ignorância

A mestria de Costa e o inepto de Martins

Não foi por ter votado contra os Orçamentos de Estado (OE), nem tão pouco por ser anti troika, que o Bloco de Esquerda (BE) teve maus resultados, quer nas últimas eleições autárquicas, quer nas eleições legislativas de 2022. Julgo que, caso o BE tivesse viabilizado os últimos OE, o que seria um erro histórico crasso, teria os mesmos maus resultados. Seria, como foi, vítima do … Continue a ler A mestria de Costa e o inepto de Martins

Portugal: país de capitalistas… sem capital!

Hoje assinala-se o Dia Internacional Anticorrupção – 9 de dezembro. Há muito para contar sobre corrupção! Podia lembrar a salamancada de Henrique de Burnay, a primeira parceria público privada portuguesa, por exemplo, todavia, vou relembrar este caso: a Ponte Vasco da Gama… A ponte atirantada mais longa da Europa (12,3 Km), construída entre 1995 e 1998 com, segundo dizem, recurso ao investimento privado. Porém, segundo … Continue a ler Portugal: país de capitalistas… sem capital!

Há rios que já não chegam ao mar

Não vou escrever nada sobre a origem da desigualdade, mas começo por informar que há mais de, estima-se, 5.000.000.000 de consumidores queixosos, espalhados por todo o mundo. Pessoas que não são protegidas pelos seus governos e que, contrariando a utopia de Rousseau (1712 – 1778), deverão viver numa economia que terá de alimentar mais de 9.000.000.000 pessoas em 2050 (a comida não pode acabar). Gente … Continue a ler Há rios que já não chegam ao mar

Empresas por conta de outrem

O desemprego e a precaridade são pragas tenebrosas que assolam o mercado de trabalho atual, e quase toda a gente passou a achar que trocar horas por pouco dinheiro (e pouco mais) é mais do que suficiente, sendo o trabalho uma mera mercadoria. O mau emprego, que caracteriza a nossa economia, existe de diversas formas, sendo os contratos não permanentes para desempenhar funções permanentes (trabalhadores … Continue a ler Empresas por conta de outrem

Manual de defesa

Tendo em conta que a guerrilha digital, promovida pelos saudosos dos tempos do fascismo, está ao rubro, ocupando grande parte do debate político, deixo aqui alguns truques para evitarmos o intoxicamento. Ora! Antes de mais, devemos perceber se há alguém dentro dos nossos armários com tendência para o miserabilismo. Depreender se há alguém na nossa família que queira, por exemplo, fazer parte dos portugueses de … Continue a ler Manual de defesa

Regionalização

Para o ano, os mesmos de sempre, vão decidir o destino a dar aos milhões da bazuca europeia (adivinho várias reprogramações)… Por estas razões, é urgente que o Bloco de Esquerda promova uma Conferência Nacional acerca do modelo de regionalização. Um modelo que inclua a coesão territorial, subsidiariedade, democracia participativa e autonomia administrativa. Uma Conferência aberta a todos os interessados, que promova o debate construtivo e enriquecedor onde se possa obter contributos profícuos para a construção de um modelo e de uma narrativa clara para debater nas autárquicas de 2021 e nas legislativas de 2023. Continue a ler Regionalização