Candidato de esquerda Gabriel Boric vence presidenciais no Chile e derrota extrema-direita

O candidato da frente de esquerda que integra a Frente Ampla e o Chile Digno (liderado pelo Partido Comunista), Gabriel Boric, da Convergência Social, alcançou 55,87% dos votos e uma vantagem retumbante de quase um milhão de votos contra o candidato de extrema-direita José António Kast. Mais de 8,3 milhões de chilenos participaram nas eleições, cerca de 55% , a maior afluência às urnas desde 2012, quando a participação eleitoral passou a ser voluntária no Chile.

Com 99,97% dos votos contados, Gabriel Boric foi reconhecido pelo seu opositor, logo na noite de domingo, como presidente do Chile. Boric, de 35 anos, esteve envolvido nas lutas estudantis e surge como herdeiro político das revoltas que marcaram aquele país sul-americano em outubro de 2019.

Partidários do Boric comemoram a vitória do candidato de esquerda domingo em Santiago.
Apoiantes de Boric em Santiago do Chile festejam a vitória do candidato de esquerda.

O agora presidente eleito, propõe-se fortalecer o papel do Estado na economia, um aumento de impostos sobre os mais ricos para financiar o investimento social e o fim do sistema de previdência privada que vem da ditadura. O confronto de propostas foi claro com o candidato José António Kast, um liberal na economia, que prometia menos envolvimento do Estado na prestação de serviços públicos, e ultraconservador na esfera social. Kast preserva laços ideológicos com o regime fascista de Pinochet.

O domingo eleitoral foi agitado pelo boicote que o governo do presidente cessante Sebastián Piñera (direita) fez no acesso aos transportes públicos nas periferias urbanas, potencialmente votantes à esquerda maioritariamente. Foi evidente a diminuição da frequência nos transporte público e a escassez de autocarros para transportar eleitores, especialmente em Santiago do Chile.

O novo presidente eleito do Chile tem apoiado os movimentos ambientalistas, as lutas feministas e LGBTQIA+. É um defensor do Estado Social e quer ampliar a gratuitidade na educação e expandir o sistema público de saúde.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.